Quando falamos de branqueamento dentário, falamos de procedimentos realizados com o objetivo de branquear os dentes sem implicar qualquer desgaste na superfície do esmalte dentário.

Como já falámos em artigos anteriores, ele pode ser de 2 tipos - ou realizado em clínica ou realizado em casa (ambulatório) pelo próprio paciente.
No entanto, existem casos em que, além de se poder realizar um branqueamento como acima referido, tem-se a necessidade de se avançar para um branqueamento “diferente”, a que chamamos de branqueamento interno.

Quando devemos então avançar para um branqueamento interno?

Trata-se de um procedimento que apenas pode ser feito em clínica e é recomendado para pacientes que, devido a um problema de saúde oral, tiveram de se submeter a um tratamento endodôntico (a que chamamos de desvitalização), o dente perdeu a “vida”, e ficaram com um ou mais dentes escurecidos.

Basicamente, consiste num procedimento em que se coloca um pouco do agente de branqueamento diretamente na câmara pulpar do dente, ocorrendo o efeito branqueador de dentro para fora, ao invés de ser de fora para dentro como ocorre nos outros tipos de branqueamento.

A grande vantagem diz respeito à forma conservadora de conseguir recuperar a cor original do dente.

Hoje em dia, é possível corrigir a cor dos seus dentes em segurança sem qualquer tipo de problema.

 

Marcar uma Consulta
Nome (Obrigatório)
Telémovel (Obrigatório)
Data pretendida (Obrigatório)
Especialidade
Observações
Transcreva os seguintes números: 4006
Fechar
Será contactado pelos nossos serviços logo que possível para confirmar a consulta.
Será contactado pelos nossos serviços logo que possível para confirmar a consulta.