Hoje vamos falar sobre a Placa Bacteriana e o Tártaro.

Falemos de Placa Bacteriana. Trata-se da massa esbranquiçada que se vai depositando sobretudo junto à gengiva e na superfície dos dentes. Consiste na acumulação de bactérias, restos alimentares e outros detritos e é um fator determinante para que ocorra lesão por cárie e doenças de gengiva.

Caso não seja removida devidamente com a rotina de higiene oral diária, poderá calcificar transformando-se assim em tártaro.

E porque é que desenvolvemos a placa bacteriana?

Mesmo depois de terminarmos as refeições, boa parte do que comemos permanece na nossa boca por algum tempo. As bactérias presentes na nossa boca alimentam-se de muitos desses alimentos, produzindo ácidos que podem atacar a superfície do dente. Se somarmos a isto uma eventual má escovagem assim como mau uso ou ausência do uso do fio dentário teremos
um aumento da placa bacteriana e consequente inflamação da gengiva.

Quando falamos do tártaro, falamos do depósito mineral amarelado ou mesmo acastanhado entre os dentes e próximo à gengiva, resultado da permanência da placa bacteriana em boca.
A única forma correta de remover completamente o tártaro é fazendo uma higienização profissional rotineiramente.

Relembramos que:

  • A placa bacteriana pode e deve ser removida em casa, pelo menos duas vezes por dia.
  • O tártaro – resultado da acumulação de placa bacteriana – já só pode ser removida pelo profissional em consultório. A presença de tártaro implica uma maior acumulação de placa bacteriana. Daí ser tão importante remover com regularidade.

Como podemos então resolver ou prevenir o problema?

Certifique-se de:

  • Escovar os dentes pelo menos duas vezes ao dia da forma correta (veja a explicação dada pela nossa Higienista Oral, a Dra. Rita Cruz de Sousa em http://bit.ly/2ytqKAP ), removendo assim a placa de todas as superfícies de seus dentes;
  • Usar o fio dentário diariamente para remover a placa bacteriana entre os dentes, onde a sua escova pode não alcançar (veja exemplificação no vídeo http://bit.ly/2OA4qAb  pela Dra. Maria João Silva, que exerce Odontopediatria na Remiclínica);
  • Limite a ingestão de alimentos açucarados ou ricos em amido;
  • Marque consultas regulares com o médico dentista ou o higienista oral.
Marcar uma Consulta
Nome (Obrigatório)
Telémovel (Obrigatório)
Data pretendida (Obrigatório)
Especialidade
Observações
Transcreva os seguintes números: 8648
Fechar
Será contactado pelos nossos serviços logo que possível para confirmar a consulta.
Será contactado pelos nossos serviços logo que possível para confirmar a consulta.