Como todos sabemos, a principal causa de doenças orais como cáries ou doenças de gengivas é a acumulação de placa bacteriana. E qual a melhor forma de as prevenir? Passa sobretudo por ter uma adequada e completa rotina de Higiene Oral.

A escovagem e o uso de fio dentário (ou escovilhão, por exemplo) são ferramentas indispensáveis nesta árdua tarefa. No entanto, o colutório para bochechar surge também muitas vezes associado.
Porém, o que acontece não raras vezes é que se utilizam os bochechos com colutório ou elixir oral para “mascarar” o cheiro de álcool, tabaco, odores respiratórios causados por infeções orais ou problemas dentários, criando assim um grave problema por não dar a devida importância quer à escovagem quer à higienização interdentária.

Em primeiro lugar, os elixires ou colutórios orais não têm indicação universal e a sua utilização deve ser sempre recomendado pelo profissional de saúde oral que o acompanha de acordo com as suas necessidades.

Como segundo facto: é importante lembrar que ao contrário do que muitos pensam, o mau hálito não pode ser corrigido com o uso do mesmo. Quem tem boa higiene oral, geralmente não tem halitose e, se a tiver/sentir, será devido a outro problema que não dentário, portanto não vai ser o elixir ou o colutório que vai resolver o problema.

E por fim e de acordo com o que já foi referido, o elixir ou o colutório deverão usados apenas como complemento e em determinadas situações como casos de alta incidência de cárie, casos de doenças da gengiva (periodontais), após cirurgias e raspagens radiculares, por exemplo, e sempre como meio auxiliar de higiene oral, jamais como meio substituto.

Marcar uma Consulta
Nome (Obrigatório)
Telémovel (Obrigatório)
Data pretendida (Obrigatório)
Especialidade
Observações
Transcreva os seguintes números: 5357
Fechar
Será contactado pelos nossos serviços logo que possível para confirmar a consulta.
Será contactado pelos nossos serviços logo que possível para confirmar a consulta.