• Ao longo dos anos tem-se verificado uma crescente procura por parte dos pacientes para uma reabilitação oral de qualidade e o mais natural possível.

    A existência de variadíssimas alterações de composição, de formato e de estrutura, veio garantir uma mais rápida e melhor osteointegração aumentando a taxa de sucesso acima dos 98%, resultando assim num maior melhoramento estético.

    Há necessidade de o paciente ser informado sobre:

  • Procedimentos Cirúrgicos

    Grande parte das intervenções cirúrgicas são feitas com anestesia local. São técnicas bastante simples na maior parte dos casos e resolvem problemas como a falta de osso necessário para a colocação dos implantes dentários. Podem ser usados enxertos de ossos autólogos que como o nome indica provêm do próprio doente ou enxertos de osso artificial de alta qualidade compatíveis com os ossos do doente. A utilização de células estaminais aumenta as probabilidades de sucesso do acto cirúgico e na Remiclínica já é uma realidade.

  • Riscos Cirúrgicos

    Os riscos são praticamente nulos. No entanto, o paciente tem de ser devidamente informado. O risco de infecção e perda do implante é muitíssimo reduzido mas será um risco que o doente terá de aceitar se quiser fazer a reabilitação oral com implantes dentários.

  • Guias Radiológicas / Cirúrgicas

    Por vezes há necessidade de elaborar moldes à boca do paciente para se confecionar guias radiológicas perfuradas que serão necessárias para elaboração de exames complementares de diagnóstico TAC (tomografia axial computorizada). Estas são imagens tridimensionais que nos dão a altura, largura e qualidade do osso a implantar. As guias radiológicas permitem o estudo do, ou dos, locais que se pretendem implantar permitindo assim, se necessário, efectuar guias cirúrgicas que nos ajudam a colocar os implantes nas posições estudadas e planeadas.

  • Higiene Oral

    A higiene oral deverá ser muito cuidada. Deve-se evitar fumar e, idealmente devem ser feitas consultas de controlo/manutenção de 4 em 4 ou de 6 em 6 meses de acordo com a periodicidade definida pelo clínico.

  • Durabilidade

    A durabilidade do tratamento num indivíduo saudável cujo grau de higiene oral seja bom e que faça as consultas de controlo regulares, é expectável que a durabilidade seja de muitos e bons anos.

Marcar uma Consulta
Nome (Obrigatório)
Telémovel (Obrigatório)
Data pretendida (Obrigatório)
Especialidade
Observações
Transcreva os seguintes números: 4274
Fechar
Será contactado pelos nossos serviços logo que possível para confirmar a consulta.
Será contactado pelos nossos serviços logo que possível para confirmar a consulta.